Páginas

8.6.11

descoberta.

Dois copos no escorredor de quem sempre morou sozinho,
dois garfos e duas facas.
dois pratos
(e o seu é vermelho,
como você disse que gosta).

não costumo receber visitas,
não assisto televisão
tento não me chatear com as músicas do rádio
não leio livros,
jogo fora todos os jornais.

tenho uma cabeça vazia,
uma consciência livre de vícios,
matei meu pai e minha mãe
na infância
para evitar os traumas.

não serei aniquilado pelo édipo
não te trocarei pelo futebol,
gostarei de tudo que você me recomendar
pois não tenho
gostos
próprios.

você pode me ensinar a te amar,
você pode me ensinar a ser o que
você
bem
entender.

eu nunca amei ninguém.

e sendo assim,
ponho a mesa
dois pratos
dois garfos, duas facas
e dois copos.

pro dia que você vier
eu já estar preparado
pra você
finalmente me ensinar
como
se
deve
ser.

(foi isso que me disseram
que é

o amor).

2 comentários:

isabelsantana2011@hotmail.com disse...

stictorrParabéns pelo seu blog,amei.
Deixo o blog Belas Artes Médicas.
Abraço.

Roger disse...

Primeira que eu realmente gostei.