Páginas

3.5.09

uma vida, com açucar, por favor.

Agencio milhares de contas, senhas, dias. Tenho milhares de horários a cumprir. Quase nunca consigo, sempre atraso. Tenho recados pra responder, pessoas pra ligar, trabalhos pra entregar, coisas para me preocupar. Tenho afazeres, discos que não ouvi e livros que não li. Tenho a vida de outras pessoas pra me preocupar, todo dia todo dia todo dia. Tenho que lembrar de datas, aniverários. Tenho que lembrar de não esquecer de dizer pras pessoas o quanto eu as amo, me preocupo, estou ali. Preciso me gerenciar amiga, escritora, designer, filha, namorada, companheira, confidente, cumadre, prima, sobrinha, neta. Tenho que esquecer as saudades, o sono,a vontade, a fome, o frio, a chuva. Tenho que me vestir do que eu não sou. Me preocupar com aparências, com convenções. Tenho que dar bom dia, comprar meu café, não gastar tanto telefone, estar na internet as dez e meia. Tenho prazos pra seguir, sujeira, bagunça, meu quarto. Tenho minhas roupas pra lavar, hora marcada no dentista, aulas de canto pra começar. Tenho que ter tempo, tempo, tempo. Não tenho mais tempo, nenhum, nehum, nenhum. Tenho que sair na chuva, no mau humor. Tenho que dar oi por educação, socializar, antender telefone, conversar. Tenho que cuidar de mim, e de você, e de nós e dele. Tenho que estar aqui, e ali, e em qualquer lugar. Tenho tenho tenho. Coisas fatos obrigações. Preciso.

Quero uma vida só pra mim.